domingo, 2 de fevereiro de 2014

DIÁRIO DE UM BEBÊ QUE NÃO NASCEU.

ABORTO É CRIME E É PECADO!!!

 “Um diário de uma criança que não chegou a nascer.”

5 de Outubro. Hoje iniciou a minha vida. Papai e mamãe não sabem. Sou menor do que uma cabeça de alfinete e mesmo assim já sou um ser independente. Todas as minhas características físicas e espirituais já estão determinadas. Terei por exemplo, os olhos de meu pai e os cabelos loiros e ondulados de minha mãe. Também já está decidido serei menina.

19 de Outubro. Meus primeiros vasos sanguíneos, minhas veias são formadas. Como meus órgãos ainda não estão completos, mamãe precisa me sustentar com seu metabolismo. Quando tiver nascido somente vou precisar do seu leite por algum tempo.

23 de Outubro. Minha boca esta se formando. Daqui a um ano já vou sorrir quando meus pais se debruçarem sobre o meu berço. Minha primeira palavra será mamãe. P.S. A afirmação de que ainda não sou uma pessoa, mas somente parte do corpo de minha mãe, é realmente ridícula! Não tenho nem ao menos o mesmo grupo sanguíneo dela.

25 de Outubro. Meu coração começou a bater. Ele executará sua tarefa sem descanso, até o final de minha vida. É uma grande maravilha.

2 de Novembro. Meus braços e minhas pernas começam a crescer, mas até ficarem totalmente completos e utilizáveis ainda vai passar um bom tempo, mesmo após o meu nascimento.
12 de Novembro. Agora começaram a nascer meus primeiros dedos. Com eles vou conquistar o meu mundo e firmar amizade com outras pessoas.
20 de Novembro. Hoje o medico disse a minha mãe que ela me leva debaixo do seu coração. Como deve ser grande a sua alegria!
25 de Novembro. Agora já se poderia ver que vou ser menina. Certamente meus pais estão pensando como vão me chamar. Ah se eu pudesse saber.

28 de Novembro. Todos os meus órgãos estão completos. Fiquei muito maior.

10 de dezembro. Estão nascendo os meus cabelos e minhas sobrancelhas. Como minha mãe ficará feliz com sua filhinha loira.
13 de Dezembro. Logo vou poder ver meus olhos, somente estão fechados porque as minhas pálpebras estão presas. Luzes, cores, flores tudo deve ser maravilhoso! O que mais me deixa feliz é que vou ver minha mãe. Se não demorasse tanto! Ainda faltam seis meses...!

24 de Dezembro. O meu coração está completo. Dizem que há bebês que nascem com o coração doente. Então são feitos enormes esforços para salva-los por meio de operações. Graças a Deus, meu coração é perfeito, vou ser muito forte, todos vão ficar felizes.

28 de Dezembro. HOJE MINHA MÃE ME MATOU...
Postado por Adriane Monteiro extraído  da Revista "Veja" na edição de 13/7/88 da revista (pg.45)

Nenhum comentário:

Postar um comentário