terça-feira, 9 de agosto de 2011

É FÁCIL AMAR ABEL


É fácil amar Abel...

Que fácil amar Abel
Que cômodo amar Esaú
Que prático amar o irmão mais velho do filho pródigo
Pq amar Adonias?

Difícil mesmo é amar um Caim que incapaz de oferecer um altar perfeito, aquele que escolhe o caminho da inveja e do ciúmes.
Intolerável é amar Jacó que ao darmos as costas, esta sempre sujeito a ceder à cobiça e furtar nossos direitos reservados e exclusivos!
Insustentável é amar alguém que se derramou suor foi ao redor das danças enquanto nós aramos terra cevamos bezerros com lágrimas suor e labor!
Questionável é aceitar no trono o filho da adultera Bate-seba, enqto nossa raiz e descendência se perde no roda pé das paginas de um favorito Salomão!

Mas quem disse que o Deus que conserva joio e trigo luz e trevas ate o Grande dia...se equivoca?
Ele nem se engana nem se embaraça no enredo!
Antes deixa claro; nada no mandamento do amor mudará a essência do sacrifício a Ele remetido!
Nada muda a genética...Nada absolutamente mudará a genética!!!
Caim bom ou ruim será sempre o irmão de Abel
Jacó suplantador ou não vai ser sempre irmão de Esaú
Irmão mais velho esforçado ou injustiçado será sempre irmão do filho pródigo
Salomão inocente favorito ou não será sempre irmão de Adonias...

Quem muda essa genética?
E a nossa volta quem muda esse vínculo?
Restringimos nosso amor às virtudes ou não amamos? É isso?
Só sabemos amar os que nos acrescentam algo?
E qdo acrescentaremos alguma coisa na vida de deles ou de outros?
Quem garante que estes dormem alheios a nossas virtudes e sucessos?Que não nos admiram?
Que não desejam ser como nós?
Ou... quem garante... que não somos um Caim? Um Jacó ? Um Irmão mais velho? Ou um Adonias???

Adriane Monteiro