segunda-feira, 27 de julho de 2009

VOCÊ NÃO É QUALQUER UM


Quando foi que deram permissão para terceiros rotularem seu perfil ou caráter?
À quem pertence esse direito?
Sua vida e personalidade são assistidas dia a dia por aquele que te criou, que te formou que tem o direito restrito nomeá-lo de desfazer a obra e refazê-la. Para os críticos ficou apenas o direito de se confundirem. Porque a medida que teu coração silencioso se quebranta submiço ao moldar do teu Deus o foco vai mudando de cor e o dedo indicador em riste na tua direção se volta ao queixo dos teus acusadores revelando-lhes a confusão de rosto.
Pra você que lê essa crônica e que talvez sem motivação se apegou aos favores da internet, eu tenho uma palavra de Deus para o teu coração. É, isso mesmo para você que está lendo agora essa crônica!
Deus te projetou te formou e quando quis te dar vida não convidou o vento sul nem o vento norte, para soprarem sobre ti fôlego de vida, não. Ele não instalou em você um aparelho de oxigênio que te favorecesse quando teu fôlego se tornasse insuficiente, também não. Ele escolheu soprar em tuas narinas com o próprio hálito, liberando sobre você partículas de sua própria essência, que te tornasse semelhante a Ele. E que quando você fazendo uso da tua liberdade de decisão optasse por servi-lo te unisse a Ele pelo seu próprio Espírito garantindo também que; quando você se ausentasse dEle esse hálito divino liberasse em você necessidade dEle, saudades de comunhão ininterrupta com teu criador,garantindo assim a satisfação do seu terno e puro amor por você. Ele não aceita sua distancia, é por isso que está sempre de várias maneiras te atraindo pra Ele, se fazendo lembrado, como agora enquanto te prende a leitura.
Deu-te também garantias de sua palavra e fidelidade. Percebeu que tudo o que Ele diz e perfeito e seguro?
Pois bem, Ele disse pra você numa das páginas dos livros Sagrado entre as linhas do verso 4 do n° 2 de Cantares de Salmão, que leva-te à sala do banquete e que sua bandeira sobre ti é o amor. Se assim é enquanto te assenta a mesa anjos em reverencia hasteiam a bandeira do amor solenemente sobre ti e a sombra do Altíssimo te fará sombra e sob suas asas estarás segura, porque sua verdade é escudo e broquel.Impenetrável irrevogável.
Que a prosperidade seja sua serva e o sucesso teu mordomo, que Deus te levante cada vez mais alto em sua mão pra louvor do seu nome!

Com ternura: ADRIANE MONTEIRO

domingo, 19 de julho de 2009

UM VISLUMBRE DO RIO ALÉM ...




Vejo um rio. Ouço suas águas...
Um barco de transparência semelhante ao cristal claro, às margens me espera. Posso vê-lo, não tocá-lo nem ao menos, me aproximar da margem e tocar a proa. Revelações me asseguram emoções inéditas!
Um dia certo e específico me indicará o momento; já fui privilegiada com a “sensação” que terei ao entrar nesse barco com um curioso e único assento. Quando tenho permissão para visualizar este rio, suas margens e meu pequeno, particular barquinho tenho aquela audição privilegiada que me é peculiar quando saio desse mundo natural, de humanos...
Ouço o próprio ar! Que sensação esplêndida de paz! Deus! Não sinto falta da voz humana, nem que alguém explique nada.
Tudo me é esclarecido por meio do meu pensamento ou subconsciente. Sei o lugar que me aguardam surpresas à cada curva, sem nunca ter viajado em suas águas transparentes.
As correntes de águas cantam, como num som de pedrinhas manuseadas no fundo das águas quando mergulhamos. O ritmo é ordeiro e gracioso. É repleto de melodias que dispensam palavras, no entanto me dizem muito, comunicando-se comigo ao som de suas correntes.
Sou amada, felicitada...
Aquele remo é firme ao entrar nas fortes águas, elas, me dizem com suas gotas, melodias sincronizadas com a correnteza, sem palavras sei conversar com o som que ouço, e ouço o que as águas cantam para mim.
Risos, muitos de minha garganta. Segurança no destino do barco: Uma cidade me espera lá, seus habitantes não se parecem conosco em atitudes, tudo é muito puro, é santo, é firma e sincero.
Um lugar feliz!
Eterno bem me aguarda além desse Rio!
Adriane Monteiro

quarta-feira, 15 de julho de 2009

CONFISSÃO DE FÉ


SOROCABA 15 de julho de 2009.

A verdade é uma expressão cara da certeza. Cara sim senhores, porque ela exprime valores que são difíceis de encontrar. Valores que garantem segurança nas informações que buscamos.
Seus portadores não são super-heróis são pessoas normais dotadas das mesmas paixões que eu que você, que se esforçam muito todo dia para vencerem suas fraquezas e as tentações que lhes vêm.
Vinculam o comando de suas mentes ao temor a Deus. Um Deus verdadeiro que só opera a verdade nas suas ações, um Deus que diz de si mesmo com inquestionáveis provas que sua palavra é verdadeira, que ela permanece no céu.
O céu e todo o firmamento são sustentados com sua ordem verbal. E assim permanecem até segunda ordem o que Ele já avisou como será tal mudança.
Sua palavra é tão fiel tão verdadeira que com ela conquistou o coração de criaturas feitas por suas mãos dotadas de livre arbítrio. Elas decidindo por si mesmo escolhem aceita-lo em conseqüência da conclusão convicta de seu caráter verdadeiro e eternamente fiel.
Assim que a aliança é feita estas criaturas são por Ele adotadas e tomadas por filhos por meio de um sacrifício crucial feito com a entrega voluntária de seu único filho Jesus Cristo, que se doou por tais criaturas na consumação do maior projeto de Deus; oferecer a toda humanidade uma oportunidade de salvar-se por meio da justificação do calvário. Lugar onde foram conduzido, Cristo o filho do criador do céu e da terra entre dois malfeitores que cumpriam pena de crucificação por seus atos alheios ao terceiro prisioneiro inocente.
Esse filho de Deus morreu de forma cruel, mas ressurgiu dentre os mortos no terceiro dia e hoje vivo para sempre tendo vencido a morte confirma a palavra de verdade que a nós proferidos de forma profética no seu livro inerrante a Bíblia Sagrada que confere a nós direito de todas as informações do seu reino e propósitos antes durante e depois de nossa geração com método de como confirmar na nossa realidade as palavras ali escritas com meios espirituais que dilatam a alma de quem faz a Ele entrega de corpo e alma.
E como Pai este Deus vincula a nossa alma um dom dado por seu amor, o dom da fé. Com ela nós conquistamos valores e dons que nos valorizam o caráter e nessa marcha rumo a uma perfeição somos impelidos a zelar por um perfil que inspire louvor a Deus, que merece ser adorado por seus súditos em espírito e em verdade!
Esforço-me por agradá-lo porque Ele me amou e me honrou com o imenso privilégio de ter como hóspede seu próprio Espírito Santo dentro de mim e homogêneo assim são constrangidos por seu amor a buscar por ser verdadeira como Ele e agrada-lo com uma conduta sincera.
Contando com seu amor bondade e infinita misericórdia avança dia a dia para o dia em eu a verdade que nos liberta nos levará ao vivenciar do dia do arrebatamento. Quando seu filho voltar a terra arrebatará para si todos os que o confessarem como único e suficiente Salvador!


ADRIANE MONTEIRO